Directório União Europeia

Foi uma "jogada genial de Papandreou"

Em causa está o referendo ao programa de ajuda financeira na Grécia.

Manuel Maria Carrilho defendeu esta terça-feira na TVI24 que a decisão de Papandreou de levar a referendo uma nova ajuda externa à Grécia, foi uma "jogada genial", uma vez que devolve ao povo o poder da decisão, ou seja, o factor democracia.

"Eu acho que no poker europeu é uma jogada genial, um lance genial de Papandreou. No sentido em que vai alterar os dados, todos os dados do jogo. Introduz um factor que foi aqui falado que é a democracia", disse.

Carrilho considerou ainda que o primeiro-ministro grego não tem nada a perder. "Eu não compreendo que se esteja a dizer aos gregos, há não sei quantos meses, paguem as dívidas, e quando se apela ao voto, se diga: não se pode, os gregos não podem decidir o seu destino. Colocaram Papandreou numa situação que ele não tem nada a perder", afirmou.

Fonte: http://economico.sapo.pt/noticias/foi-uma-jogada-genial-deCarrilho considerou ainda que o primeiro-ministro grego não tem nada a perder. "Eu não compreendo que se esteja a dizer aos gregos, há não sei quantos meses, paguem as dívidas, e quando se apela ao voto, se diga: não se pode, os gregos não podem decidir o seu destino. Colocaram Papandreou numa situação que ele não tem nada a perder", afirmou.
-papandreou_130350.html


Share

© Directório União Europeia 2013 | Site desenvolvido por Webtraços, Lda.

Top Desktop version